O que ver e fazer na ilha da Madeira

A quantidade de locais a visitar e atividades a fazer na ilha da Madeira não é de todo proporcional à sua dimensão. Uma semana não será suficiente para descobrir toda a ilha, mas já faz com que o bichinho se entranhe ao ponto de quereres lá voltar. Deixo neste artigo uma lista com de o que ver e fazer na Ilha da Madeira para poderes planear da melhor forma a tua viagem ao “Jardim do Atlântico”.


1. Percorrer as levadas da ilha

As levadas fazem parte de uma rede de canais de água construídas na Madeira desde o início do povoamento da ilha. Ir à Madeira e não percorrer uma das suas inúmeras levadas é perder a oportunidade de descobrir algumas das paisagens mais bonitas da ilha, escondidas no seu interior, no coração da Floresta Laurissilva. 

Entre as dezenas de levadas existentes, destacam-se a Levada do Caldeirão Verde/Caldeirão do Inferno (que fiz e recomendo), a Levada das 25 Fontes, a Levada do Fanal e a Levada do Rei. Consulta a lista de levadas aqui.

https://www.instagram.com/p/CIQqVtNDmdZ/

2. Fazer um (ou vários) percursos pedestres

Para além das levadas existem outros percursos pedestres que vale a pena percorrer na ilha. Um dos que mais gostei foi o da Vereda da Ponta de São Lourenço. Em dias de vento pode tornar-se especialmente desafiante, mas vale sempre a pena pelas magníficas paisagens e pelas vistas sobre as costas norte e sul. 

Outros percursos altamente recomendados por quem visita a ilha são os da Vereda do Pico do Areeiro – Pico Ruivo e a Vereda do Pico Castelo. Consulta a lista dos percursos aqui.

Vista panorâmica na Vereda da Ponta de São Lourenço. | O que ver e fazer na Ilha da Madeira
Vereda da Ponta de São Lourenço

Lê também o artigo
Os mais incríveis trilhos da Ilha de Santa Maria, Açores


3. Provar a tradicional poncha

Não há como visitar a Madeira e não provar uma das suas iguarias mais tradicionais: a Poncha. Feita de aguardente de cana, mel e sumo de laranja, é possível encontrá-la em qualquer lado da ilha. Muitos são os locais que afirmam servir a melhor poncha da Madeira, difícil é comprovar esta afirmação. Pessoalmente, gostei muito das que bebi na Taberna da Poncha na Serra d’Água e no Bar Os Castrinhos, no Funchal.

Poncha e amendoins na Taberna da Poncha, na Serra d'Água | O que ver e fazer na Ilha da Madeira
Poncha na Taberna da Poncha, Serra d’Água

4. Explorar o Funchal

Sugiro que dediques pelo menos um dia a explorar as ruas do Funchal. Visita o histórico Forte de São Tiago datado de 1614 e passeia pela Rua de Santa Maria na Zona Velha, decorada com vários exemplos de street art nas portas de bares, cafés e restaurantes. 

Descobre a Praça do Município onde se encontram os Paços do Concelho, o Colégio dos Jesuítas e a Igreja de São João Evangelista e percorre a encantadora Avenida Arriaga. Termina o dia com o por do sol na Promenade do Lido.

5. Visitar o Mercado dos Lavradores

Não há dúvidas: o Mercado dos Lavradores é de facto um local muito turístico. Mas é algo que não surpreende, já que é o sitio ideal para apreciar a enorme quantidade de flores e frutos exóticos, de todas as cores, formas e feitios, que crescem na Madeira. Devo admitir, no entanto, que o constante “assédio” por parte dos vendedores locais acaba por se tornar um pouco cansativo. Mesmo assim, é, sem dúvida, um local a incluir numa lista de o que ver e fazer na ilha da Madeira.

6. Ver o Funchal de cima num teleférico

Depois da visita a pé pelas ruas do Funchal, e caso não sofras de vertigens, sugiro que experimentes agora ver a cidade de cima, no Teleférico Funchal Monte. O bilhete de ida tem o valor de €11 e o de ida e volta custa €16.

Vista do Teleférico no Funchal | O que ver e fazer na ilha da Madeira

7. Visitar o Jardim Tropical Monte Palace

Ao chegares ao final da viagem de teleférico não percas a oportunidade de visitar o encantador Jardim Tropical Monte Palace. Perde-te entre cascatas, paisagens de inspiração asiática e inúmeras obras de arte da coleção Berardo, espalhadas por todo o jardim. Existe ainda um museu que poderás visitar. O bilhete de entrada no Jardim tem o valor de €12,5.

8. Descer as ruas do Funchal num carro de cesto

Podes voltar do Monte para o centro de Funchal de teleférico, a pé, de Uber ou táxi, ou então aproveitar para percorrer metade do caminho num tradicional carro de cesto. É um dos mais antigos meios de transporte na Madeira, preservado na perfeição ao longo dos anos e hoje transformado em atração turística. Adrenalina não faltará nesta descida feita a alta velocidade num cesto conduzido por dois carreiros que, vestidos a rigor, usam as suas botas de borracha como travões.

Carro cesto no Funchal | O que ver e fazer na Ilha da Madeira

9. Visitar o Curral das Freiras

Localizado num vale profundo rodeado por imponentes serras, começou por ser um curral onde o gado era deixado a pastar. Em 1566, o seu isolamento e difícil acesso, fez com que fosse o local escolhido por um grupo de freiras que fugiam de um ataque de piratas. No século XVI era já conhecido como o local onde se produzia o melhor mel da Madeira. O melhor local para admirar o Curral das Freiras é do alto do Miradouro da Eira do Serrado, a 1094 mt de altitude.

Curral das Freiras | O que ver e fazer na Ilha da Madeira

10. Ver as casas típicas madeirenses em Santana

Não há postal que se preze da ilha da Madeira que não tenha como figura de destaque as tradicionais casas triangulares de Santana com os seus telhados revestidos de colmo de inclinação acentuada. As casas remontam ao descobrimento da Madeira e eram compostas por 2 pisos: um superior onde se guardavam os produtos agrícolas e um inferior usado para habitação.

Casa típica de Santana | O que ver e fazer na Ilha da Madeira

11. Visitar o Farol mais alto de Portugal na Ponta do Pargo

O Farol da Ponta do Pargo, o local mais a oeste da ilha da Madeira, oferece três atrativos a quem o visita: a possibilidade de visitar o farol mais alto de Portugal, a oportunidade de saber mais sobre a história faroleira no museu que se encontra no seu interior, e uma vista magnífica sobre o recorte da costa a partir da arriba onde se localiza, a cerca de 300 metros de altitude.

12. Dar um mergulho nas piscinas de Porto Moniz

O que é melhor que uma incrível piscina natural? Duas incríveis piscinas naturais, claro. Este é o lema de Porto Moniz, a terra onde encontras as Piscinas Naturais Velhas, de entrada gratuita, onde podes nadar em águas transparentes entre rochas de origem vulcânica, e as Piscinas Naturais Novas, onde há um pequeno valor de entrada que é compensado pelas infraestruturas de apoio que oferece aos banhistas.

13. Surpreender-se com a Cascata dos Anjos

Se há algo que não falta na Madeira são quedas de água, mas há algumas que se destacam mais que outras. A Cascata dos Anjos é, sem dúvida, um excelente exemplo disso. A grande particularidade desta cascata é o facto de cair diretamente sobre a estrada, surpreendendo quem por ali passa com uma lavagem de carros gratuita ou, quiçá, um banho espontâneo num dia de calor. Encontras esta cascata na antiga estrada regional ER 101 no sítio dos Anjos.

https://www.instagram.com/p/CH_X7maMFTb/

14. Admirar a Cascata do Véu da Noiva

A Cascata do Véu da Noiva é um dos elementos paisagísticos mais distintivos da ilha da Madeira. O nome vem da semelhança do seu caudal com um véu de uma noiva. É melhor admirada a partir do Miradouro do Véu da Noiva, na estrada que liga o Seixal a São Vicente.

Cascata do Véu da Noiva | O que ver e fazer na Ilha da Madeira

15. Ver a vista no surpreendente Miradouro do Cabo Girão

É no Cabo Girão, o cabo mais alto da Europa, que encontras um dos mais surpreendentes miradouros da Madeira, com um skywalk – uma plataforma feita de vidro que te permite ver as paisagens por baixo dos teus pés. As vistas panorâmicas sobre o Funchal, Câmara de Lobos e o horizonte infinito do Oceano Atlântico fazem com este local seja de visita obrigatória num roteiro de viagem pela ilha da Madeira.


Estes são apenas alguns dos locais que podes incluir na tua lista de o que ver e fazer na ilha da Madeira. Quanto aos restantes locais deixo-te a ti o prazer de os descobrires espontaneamente. Afinal, há melhor sensação do que sermos brindados com paisagens e locais que ultrapassam qualquer expectativa que poderíamos ter?

Para mais dicas úteis, fotos e videos, acompanha as minhas viagens através  do Instagram e Facebook.

Este artigo poderá conter links de afiliados.

PLANEIA A TUA VIAGEM COM ESTES LINKS ÚTEIS

Alojamento:
Para reservas de alojamento uso sempre o Booking ou o AirBnb.

Voos:
Para encontrares os melhores voos para as tuas viagens recomendo o Jet Radar

Seguro de Viagem:
Para te manteres segura em viagem recorre aos seguros da IATI Seguros (desconto de 5%) ou da World Nomads 

Tours e Atividades:
Para reserva de tours e atividades em vários destinos recomendo a Get Your Guide ou a Viator

Alugar Carro:
Para alugar carro uso sempre a Rentalcars.com

Transportes:
Para compra de bilhetes para transportes na Ásia recomendo o 12go.asia ou o Baolau

Maria João Proença

Nascida e criada em Lisboa, Portugal, mas apaixonada pelo mundo. Adoro partilhar as minhas histórias de viagem, fotografias e videos e aconselhar e inspirar quem partilha a mesma paixão pelas viagens!

2 Comentários

Gostaste do artigo? Deixa aqui o teu comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: