Como Viajar com Pouco Dinheiro

Na lista das desculpas/razões para não viajar, o dinheiro está normalmente num dos primeiros lugares. Pois quero que saibas que existem várias formas de viajar com pouco dinheiro. Desde voluntariado, a couchsurfing, a tomares conta de casas, crianças e animais de estimação, são variadíssimas as alternativas que te podem ajudar a viajar mais e por mais tempo. Aqui ficam algumas dicas e links úteis para te ajudar.


Voluntariado

voluntariado | viajar com pouco dinheiroPodemos falar de voluntariado de carácter solidário (colaborando directamente com ONGs através do ensino de inglês ou até português em escolas, dinamização de actividades com crianças, colaboração nas áreas administrativas, financeiras ou de marketing) ou de carácter cooperativo (onde o voluntariado é feito em hoteis/hostels, quintas, a cuidar de crianças, entre outros).

No caso do voluntariado cooperativo existe praticamente sempre oferta de alojamento (em dormitórios ou quartos privados) e refeições em troca do trabalho desenvolvido, enquanto que no caso do voluntariado solidário, as associações poderão não ter verba suficiente para cobrir o alojamento ou refeições na sua totalidade, sendo necessário que contribuas com um determinado fee.

Exemplos de voluntariado cooperativo:

  • Trabalhar num hostel/hotel. As funções poderão passar pela limpezas de quartos e zonas comuns, atendimento a hóspedes, desenvolvimento de websites, organização de visitas guiadas, entre outros. O horário de trabalho é de, normalmente, 4 a 5 horas por dia com folgas ao fim de semana, o que te deixa bastante tempo para conheceres a zona durante a semana e o país (ou países vizinhos) aos fins-de-semana.
  • Trabalhar em quintas. Aqui, as funções passam essencialmente por apanhar fruta/legumes, tratar de animais, cozinhar, e outras tarefas relacionadas com a manutenção da quinta no geral. O horário de trabalho é normalmente similar ao do ponto anterior.
  • Cuidar de crianças. As funções passam por cuidar de crianças pequenas, ensinar-lhes uma língua estrangeira, cozinhar e tratar da casa no geral.

Links:

Exemplos de voluntariado solidário:

  • Dar aulas de inglês ou de português em escolas para crianças ou adultos
  • Colaborar com as associações  a nível administrativo, financeiro ou de marketing
  • Contribuir para angariação de donativos
  • Tratar de elefantes em campos de recuperação na Ásia
  • Ajudar a salvar tartarugas na América Central
  • Ajudar a cuidar de crianças em orfanatos

Links:


Tomar conta de casas e animais de estimação

Housesitting | viajar com pouco dinheiroOutra opção para viajar com pouco dinheiro, para além dos 2 tipos de voluntariado referidos acima, é a de ficar a cuidar de casas e até dos animais de estimação que as habitam enquanto os donos se ausentam por motivos profissionais ou pessoais. Falamos, por vezes, de autênticas mansões e villas maravilhosas no meio de uma floresta digna de contos de fadas. Algo com que apenas sonharias!

Links:


Dormir na casa de alguém

Couchsurfing | viajar com pouco dinheiroÉ possível ficar gratuitamente na casa de alguém que viva num determinado destino, sendo, hoje em dia, uma das opções mais conhecidas para quem quer viajar com pouco dinheiro. Existem uma série de websites onde é possível encontrar anfitriões que estão dispostos a receber um desconhecido na sua própria casa, de forma gratuita, apenas para terem a oportunidade de partilhar experiências com pessoas de diferentes culturas e backgrounds ou aprender/praticar outra língua.

Os websites que disponibilizam estas ofertas apresentam sempre um perfil dos anfitriões assim como dos “hóspedes” existindo sempre um campo onde é possível visualizar reviews detalhadas por parte de outros utilizadores.

Links:


Dormir em Mosteiros / Templos

Mosteiro | viajar com pouco dinheiroAqui está uma experiência diferente! Sim, é possível ficar a dormir em mosteiros por muito pouco ou até (caso procures muito bem) a custo zero. Tens de ter noção que encontrarás quartos muito simples, em edifícios muito antigos, sem os confortos que terias num hotel, guesthouse ou homestay. Os mosteiros/templos na Ásia normalmente oferecem alojamento apenas a quem pretenda praticar meditação.

A favor: se procuras tranquilidade e paz de espirito é aqui que a vais encontrar; terás uma história fantástica para contar depois; alguns mosteiros produzem a sua própria comida pelo que terás acesso a comida da mais alta qualidade vinda directamente dos seus jardins ou quinta; nem todos os mosteiros exigem participação nas actividades religiosas.

Contras: Em muitos poderás não ter acesso a internet, telefone ou televisão (o que, dependendo do que procuras, até pode ser um ponto positivo); poderás ter de participar obrigatoriamente nas actividades religiosas; poderá haver uma hora de recolher.

Links:


Seguro de Viagem

À primeira vista poderás achar que este ponto não faz muito sentido num artigo sobre como viajar com pouco dinheiro, mas acredita que faz todo o sentido. Um bom seguro de viagem vai ser uma preciosa ajuda em momentos menos bons da tua viagem (que podem acontecer!). Um roubo, um acidente, um problema de saúde… Sem um bom seguro tens uma viagem de sonho estragada e uma carteira bem menos abonada ao teres de resolver esse problema sem qualquer rede de segurança. Um dos melhores seguros de viagem que por aí anda é o da IATI Seguros, uma seguradora espanhola de viagens, que te oferece uma das melhores coberturas e condições do mercado. Faz o teu seguro através deste link e beneficia de 5% de desconto.

Vê este artigo com informações úteis sobre seguros de viagem:
Seguro de viagem | Vantagens, Coberturas e Simulação

Boas viagens!

Para mais dicas úteis, fotos e videos, acompanha as minhas viagens através  do Instagram e Facebook.

Este artigo poderá conter links de afiliados.

PLANEIA A TUA VIAGEM COM ESTES LINKS ÚTEIS

Alojamento:
Para reservas de alojamento uso sempre o Booking ou o AirBnb.

Voos:
Para encontrares os melhores voos para as tuas viagens recomendo o Jet Radar

Seguro de Viagem:
Para te manteres segura em viagem recorre aos seguros da IATI Seguros (desconto de 5%) ou da World Nomads 

Tours e Atividades:
Para reserva de tours e atividades em vários destinos recomendo a Get Your Guide ou a Viator

Alugar Carro:
Para alugar carro uso sempre a Rentalcars.com

Transportes:
Para compra de bilhetes para transportes na Ásia recomendo o 12go.asia ou o Baolau

Maria João Proença

Nascida e criada em Lisboa, Portugal, mas apaixonada pelo mundo. Adoro partilhar as minhas histórias de viagem, fotografias e videos e aconselhar e inspirar quem partilha a mesma paixão pelas viagens!

22 Comentários

  1. Obrigada Maria João
    Tenho andado atenta ao teu blog, que conheci recentemente. E estou capaz de partir à aventura numa viagem a solo.
    Andei a explorar o site do worldpackers, tens alguma referencia ou conheces alguém que já tenha feito voluntariado a partir do worldpackers?
    Não encontrei muita informação, por isso sinto algum receio.

    • Olá Liliana! E fazes muitissimo bem 🙂 Já conheci algumas pessoas em viagem que estavam a trabalhar em troca de estadia e comida e que tinham encontrado essas oportunidades através do workaway ou do worldpackers sim. A segurança depende sempre da entidade que anuncia, não propriamente do site em si. Vê bem os reviews de quem já tenha feito voluntariado nos locais anunciados, isso ajuda a teres uma ideia do que poderás encontrar! Mas

      • Obrigada! Vou estar atenta e provavelmente contactar te com mais perguntas 🙂

  2. Muito interessante esta página,. Gostava da sua opinião acerca de dois países
    que gostava de visitar este ano, México ou Vietname? Estou em dúvida! O que me aconselha?
    Vou com o meu marido, já não somos jovens.
    Muito obrigada.

    • Olá Irene! Como ainda não tive oportunidade de visitar o México, só poderei mesmo recomendar o Vietname, país que já percorri de Norte a Sul e ao qual não me canso de voltar. 🙂 É fácil viajar dentro do país, seja de comboio, seja de avião. O autocarro é uma opção mas as viagens acabam por ser muito longas, em estradas não tão boas, pelo que podem ser um pouco desconfortáveis. Se tiver pouco tempo (apenas umas semanas), recomendo que visite o Norte do Vietname até Hoi An (no centro), é magnífico.

  3. Fátima S. Bueno Responder

    Aos 54 anos, estou cursando uma segunda faculdade – Letras Português Inglês – 4 semestre. Nos próximos 3 anos, pretendo visitar países de língua inglesa, por 60 dias/ano, para aprimorar o idioma (estágio), conhecer novas culturas e pessoas e ter novas, e boas, experiências com isso. Com o alto custo dólar e euro, a ideia de trocar serviço por acomodação e, se possível, ganhar uns “trocos” para o dia a dia, seria muito bom. Algumas dicas para alguém com um perfil mais “experiente”? Um grande abraço a todos.

    • Olá Fátima! Normalmente as opções disponíveis nos sites indicados neste artigo não oferecem remuneração, apenas alojamento e por vezes até refeições, o que já ajuda bastante. Existem várias opções para perfis mais “experientes” como por exemplo tomar conta de crianças, dar aulas… tudo dependerá também das suas próprias skills/conhecimentos e do que poderá vir a partilhar com a população local no destino! Boas viagens e boa sorte 🙂

  4. Muito interessante este artigo. Obrigado pelas dicas, vou certamente aproveitá-las.
    Boas viagens e obrigado pela partilha.

  5. Muito bom! Adorei essas dicas para ficar em mosteiros. Já dormi em alguns e inclusive fiquei numa capela onde estava um corpo mumificado 🙂

  6. É isso mesmo, Maria João, é tudo uma questão de opções. Uma vez escrevi um texto chamado Viajar não é coisa de ricos, que reforça exatamente essa ideia; termina assim: “Mais que dinheiro, é preciso vontade para tomar as decisões que permitam partir. Optar.”
    Abraço e boas viagens.

    • Jo Responder

      Sem dúvida Filipe! A vontade é a única coisa que não pode mesmo ser pouca. 🙂

Gostaste do artigo? Deixa aqui o teu comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: