Marraquexe é uma das cidades mais fascinantes e mágicas que já visitei e, possivelmente, a cidade marroquina mais interessante. A “cidade vermelha” (nome que lhe foi atribuído pela cor da pedra vermelha de que são feitas a maior parte das suas casas e edificios) está localizada no centro de Marrocos, junto ao sopé norte da cordilheira do Alto Atlas. Não há quem lhe fique indiferente: a forma como todos os sentidos são estimulados deixa-te memórias inesquecíveis de uma viagem por lá. Abaixo encontras uma um Top 10 de o que fazer e visitar em Marraquexe para que aproveites ao máximo a tua passagem por lá.


1. Viver uma intensa experiência sensorial na Praça Jemaa El Fna

marrakexe

Não há quem não fique indiferente à Praça Jemaa El Fna, em Marraquexe. Um dos locais mais intensos a nível sensorial que já visitei, que começa a ganhar vida a partir um bocadinho antes do pôr do sol quando os comerciantes, artistas e variadas personagens se começam ali a instalar. E é esta a hora ideal para te dirigires para a Praça. Vai cedo para encontrares um bom local para te sentares no terraço do Le Grand Balcon Café Glacier e assistires a um dos pores do sol mais fascinantes da tua vida. As cores quentes do céu são acompanhadas pelos sons intensos dos encantadores de serpentes, das mulheres que tentam a todo o custo vender pinturas de Henna, dos vendedores das inúmeras bancas de comida, dos malabaristas e artistas de várias artes. É um local verdadeiramente mágico.

2. Relembrar Yves Saint Laurent no Jardin Majorelle

marraquexe

Localizado no centro de Marraquexe, o Jardin Majorelle é um dos locais mais visitados em Marrocos. Criado pelo artista francês Jacques Majorelle, que lhe dedicou 40 anos da sua vida (desde os anos 20), o jardim acabou por ser adquirido nos anos 80 por Yves Saint Laurent e o seu companheiro Pierre Bergé que se apaixonaram pela cidade e pelo jardim e decidiram salvá-lo de um quase certo desaparecimento. Após a morte de Yves, em 2008, as suas cinzas foram espalhadas pelo jardim. Hoje em dia, para além dos jardins tranquilos e extremamente bem cuidados, encontras ainda um Museu dedicado à cultura Berbére.

Morada: Rue Yves Saint Laurent, Marrakech
Horário: Out a 30 Abr – 8h às 17h30 / Maio a 30 Set – 8h às 18h / Ramadão – 9h às 17h
Bilhete: 70 DHS (Museu: 30 DHS)

3. Saber mais sobre a educação islâmica na Madrassa Ben Youssef

marraquexe

Com 6 séculos de existência, a Madrassa Ben Youssef, localizada junto à Praça Jemaa El Fna, foi em tempos o maior centro de estudos islâmico do Norte de África. Albergou em tempos 900 estudantes, tendo acabado por perdê-los ao longo do tempo. Hoje em dia, a Madrassa, apesar de desabitada, mantém o seu encanto e extraordinária tranquilidade, sendo possível visitar os 132 quartos em tempos habitados pelos estudantes desde os anos 60, altura em que foi transformada num museu.

Morada: Nº 52, Jemaa El Fna, Marrakech
Horário: 2ª a Dom, 8h às 17h
Bilhete: 20 DHS

4. Perderes-te entre as obras de arte do Jardin Anima

marraquexe

Confesso que o Jardim Anima me encantou ainda mais que o Jardin Majorelle (não desfazendo, claro). Localizado a cerca de 27kms de Marraquexe, este jardim com cerca de 2 hectares é um verdadeiro pequeno paraíso repleto de obras de arte criadas pelo artista austríaco André Heller. Para cada lado que te viras há sempre uma peça de arte surpreendente. Tem muito menos afluência de visitantes que o Jardin Majorelle o que faz com que o possas percorrer e fotografar sem teres dezenas de pessoas à tua frente. De setembro a junho existe um shuttle gratuito do centro de Marraquexe (estacionamento da mesquita Koutoubia) para o Jardim.

Horário: das 09h às 17h (ou 18h) e das 09h às 14h30 durante o Ramadão
Bilhete: €12

5. Treinar as tuas skills de negociação nos Souks

marraquexe

Os souks são fontes intermináveis de estimulação sensorial. A variedade de cheiros, sons, texturas, cores e sabores é impressionante e não deixa ninguém indiferente. Uma sessão de compras é algo a não perder numa ida a Marrakexe mas prepara-te para exercitar bem essas skills de negociação! Os souks estão localizados a Norte da Praça Jemaa El Fna e abertos das 09h às 21h. A a melhor altura para visitar é logo de manhã ou ao final do dia quando a temperatura é mais baixa e se torna mais fácil percorrer as ruas da Medina.

6. Tomar o mais intenso banho da tua vida num Hammam

marrakexe

Os Hammams tradicionais são parte integrante da vida dos Marroquinos. São visitados pelo menos 2 vezes por semana pelos locais, existindo Hammams para mulheres, para homens e os mistos que têm horários específicos para mulheres e para homens. É aqui que consegues experienciar o verdadeiro banho marroquino que consiste primeiro num envolvimento em argila, depois um banho com sabão preto, terminando com uma forte esfoliação que ajuda eliminar a pele morta. Nunca te sentirás tão limpa como depois de um banho destes! Em Marraquexe podes optar pelos Hammams tradicionais (mais baratos e que te permitem uma experiência verdadeiramente marroquina) ou um Hammam “de luxo” onde recebes um tratamento de Spa.

Sugestão de Hamman tradicional: Hammam Dar El Bachs (20 Boulevard Fatima Zahra)
Sugestão de Hamman de luxo: Les Bains de Marrakech (2 Derb Serra, Bab Agnaou, Kasbah)

7. Visitar os jardins da Mesquita Koutoubia

marrakexe

A Koutoubia, a maior mesquita em Marraquexe, datada de 1157, que se destaca pelo seu minarete com 77m de altura, está localizada a  Sudoeste da Praça Jemaa El Fna. A entrada da mesquita está reservada a muçulmanos, mas os seus jardins estão abertos a todas as pessoas. É um ótimo sitio para relaxar um pouco a meio de um passeio pela cidade.

8. Descobrir o Le Jardin Secret

“Escondido” no meio da Medina, o Jardin Secret foi inicialmente construído há mais de 400 anos atrás. Ao longo dos tempos foi residência de várias figuras importantes da sociedade local. No século XIX foi reconstruído e recentemente foi alvo de uma recuperação total que o transformou num dos jardins mais bonitos de Marrakexe, agora aberto ao público. Do topo da sua Torre encontras ainda uma vista fantástica sobre a cidade. Um verdadeiro Oásis no meio da agitada Marraquexe.

Morada: Rue Mouassine 121
Horário: Fev a Mar – 09h30 às 18h30 / Abr a Set – 09h30 às 19h30 / Out a Jan – 09h30 às 17h30
Bilhete: 50 DHS (+ 30 DHS – Torre)

9. Dar uma volta de balão de ar quente

marrakexe

Uma das formas mais inesquecíveis de ver Marraquexe é, sem dúvida, do ar. Existem várias companhias a oferecer esta experiência que começa normalmente às 06h. Às 07h30 já estarás bem lá em cima numa viagem de 1 hora que te mostrará a cidade e a sua envolvente de uma forma totalmente nova. Podes optar pela versão mais básica ou juntar-lhe uns perlimpimpins como champanhe, pequeno-almoço, flores e afins caso estejas com a tua cara metade! Os preços não são baratos (à volta dos €200 por pessoa mais ou menos), mas há que admitir que é uma experiência única.

Tours: Voos de balão em Marrakexe

10. Explorar a gastronomia marroquina

Em 2015, Marraquexe chegou a ser considerada a 6ª melhor cidade gastronómica do mundo. Com influências africanas, árabes, judias e mediterrâneas, a gastronomia marroquina é uma das mais ricas e saborosas do mundo. As especiarias desempenham aqui um papel muito importante, com o anis, o cominho, a paprika, as sementes de sésamo e o turmérico (açafrão da terra) a dominarem o sabor de grande parte dos pratos que compõem a sua cozinha. O couscous é rei em Marrocos, sendo a tajine e a pastilla outros dos pratos típicos do país que não podes deixar de provar. A doçaria é igualmente magnifica, com a amêndoa e o mel a dominarem a maior parte dos doces. Ah, e tudo acompanhado por um delicioso chá marroquino, claro! O que não falta em Marraquexe são restaurantes mas deixo-te aqui a sugestão de um restaurante em particular que visitei quando lá estive: o Dar Moha, localizado na medina e com um pátio interior lindíssimo.


Planeia a tua viagem a Marraquexe:

Nascida e criada em Lisboa, Portugal, mas apaixonada pelo mundo. Adoro partilhar as minhas histórias de viagem, fotografias e videos e aconselhar e inspirar quem partilha a mesma paixão pelas viagens!