Etiqueta

Colombia

A procurar

Sobre a Colômbia paira uma fama que nenhum país aberto ao turismo gostaria de ter. Quem nunca lá foi diz que é um destino perigoso, ligado ao tráfico de drogas e marcado por inúmeros e constantes raptos e homícidios, e que quem o visita é um aventureiro sem noção do perigo. Quem já a visitou volta para casa com uma promessa feita aos Colombianos de fazer tudo ao seu alcance para limpar a reputação do seu país, e de mostrar ao mundo o quão hospitaleira, maravilhosa e inesquecível a Colômbia é na realidade hoje em dia.

A Colômbia oferece a quem a visita paisagens de beleza ímpar, tradições vivas, um povo carinhoso e generoso e a sensação de se estar num dos grandes paraísos naturais do mundo. Neste artigo encontras um Guia de Viagem repleto de dicas úteis sobre a Colômbia, que te ajudará a planear da melhor forma uma viagem a este país incrível.

Localização



Com uma área equivalente ao dobro da Alemanha, que a transforma no 25º maior país do mundo, a Colômbia está localizada na América do Sul e faz fronteira com o Equador, Peru, Venezuela, Brasil e Panamá. É banhada a norte pelo mar das Caraíbas e a oeste pelo Oceano Pacífico.

Situação Político-Social

Depois de 5 décadas de guerra civil, que teve origem numa luta entre liberais e conservadores iniciada em 1948, chamada “La Violencia”, o governo colombiano celebrou em Havana, em 2016, um acordo de paz com as FARC – Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, que fez com que hoje em dia turistas de todo o mundo possam visitar grande parte do território colombiano livremente. Ninguém diria há 5 anos atrás que hoje a Colômbia estaria em vias de se tornar num dos destinos turísticos mais interessantes do mundo.

Em agosto de 2019 foi no entanto publicado um video onde alguns ex-membros das FARC ameaçam um regresso às armas, devido ao alegado fracasso por parte do governo colombiano no cumprimento das promessas feitas no acordo de paz de 2016. Esta ameaça foi duramente criticada pelas FARC oficiais que hoje constituem um partido político na Colômbia. A situação por enquanto está estável, mas convém ir acompanhando os acontecimentos.

Língua na Colômbia

A lingua oficial da Colômbia é o espanhol, falado por 99,2% da população. É um espanhol diferente do que é falado em Espanha, com várias palavras diferentes das usadas no país “conquistador”, e uma pronúncia quase cantada que se torna mais fácil de entender para os portugueses (e brasileiros). O inglês é ainda pouco falado pelos colombianos, pelo que te aconselho vivamente a tirares um pequeno curso de espanhol antes de ires para lá, ou a treinares aquele que já sabes, para que aproveites melhor a viagem.

Algumas expressões/palavras no espanhol colombiano:

  • A la orden | Ao dispôr
  • Buen día | Bom dia
  • Oka | OK
  • No des papaya | Não te ponhas a jeito para seres roubado ou enganado
  • Que chevere | Que fixe!
  • Rumbear | Sair à noite, ir dançar
  • Gringo | Estrangeiro
  • M’ijo / M’ija | Tratamento carinhoso, meu filho, minha filha
  • Estar enguaybado | Estar de ressaca
  • Echar los perros | Flirtar com alguém

Clima na Colômbia

Vista sobre o Vale de Cocora na ColômbiaO clima na Colômbia varia bastante dependendo da zona do país. Com uma variedade tão grande de paisagens que vão desde praias tropicais banhadas pelo mar das Caraíbas, a densas selvas e desertos, até montanhas, seria de esperar que o clima fosse igualmente diversificado. Mas de uma forma geral, dentro de cada região, o clima mantém-se relativamente estável a nível de temperaturas ao longo do ano.

Por se encontrar perto do equador, não existem propriamente estações do ano na Colômbia, existem meses mais chuvosos do que outros (2 épocas das chuvas e 2 épocas secas). O clima varia ao longo do ano apenas de acordo com a altitude e localização. As cidades junto à costa, como Cartagena ou Santa Marta, apresentam climas mais quentes e húmidos enquanto que as zonas de montanha, a uma maior altitude, como Bogotá por exemplo, apresentam um clima mais frio e chuvoso.

A principal época seca decorre habitualmente de dezembro a março. Esta é considerada a época alta a nível de turismo no país. De abril a junho decorre a primeira época das chuvas que é marcada por chuva frequente mas normalmente seguida por períodos de sol. A segunda época seca tem início em julho e termina em setembro e a principal época das chuvas tem lugar nos meses de outubro a dezembro sendo marcada por fortes chuvadas.

É sempre bom encher a mala/mochila de roupa variada e adequada aos vários tipos de clima. Eu viajei pela Colômbia em setembro e apanhei todo o tipo de climas, sendo que a zona mais fria que visitei foi de facto Bogotá, com temperaturas entre os 17º e os 9º. A zona costeira e o deserto apresentavam temperaturas bastante altas (máximas entre os 30º e os 40º). Apanhei pelo menos um dia de chuva em praticamente todas as regiões que visitei, à exceção de Medellín, no entanto era uma chuva que durava apenas algumas horas.

Dinheiro na Colômbia

A moeda oficial na Colômbia é o Peso Colombiano (COP$) (vê taxa de câmbio aqui). As notas dividem-se por COP$1000, COP$2000, COP$5000, COP$10.000, COP$50.000 e COP$100.000, e as moedas por COP$100, COP$200, COP$500 e COP$1000. Verifica especialmente bem as notas antes de pagares e quando te derem troco. O país está neste momento em fase de transição de notas e especialmente as de $1000 podem ser confundidas com as de $10.000.

Existem vários multibancos espalhados por todo o país, à exceção de zonas mais remotas, e os cartões de crédito/débito VISA ou Mastercard são aceites em muitos locais, desde lojas, a restaurantes e hotéis.

Caso optes por levar euros/reais contigo, poderás trocá-los em alguns bancos ou em casas de câmbio espalhadas por todo o país. Eu optei por usar apenas o meu cartão pré-pago Revolut nesta viagem, para evitar taxas de câmbio menos favoráveis e poupar dinheiro em levantamentos e pagamentos (levantamentos sem taxas até €200 no cartão standard ou €400 no caso do cartão premium). Foi a primeira vez que o usei e revelou-se bastante prático. A app dá-te ainda uma análise dos teus gastos em viagem o que te permite ir controlando o teu orçamento. Para pedires o teu cartão Revolut sem custos associados, clica aqui: Cartão Revolut.

(Nota: a diferença entre o Revolut e um cartão bancário normal a nivel de taxas é que com o Revolut não pagas taxas ao levantares dinheiro até aos máximos pré-definidos, mas é importante teres em atenção que terás sempre de pagar as eventuais taxas de levantamento dos bancos do destino onde te encontras)

Preços médios (valores de 2019):

  • 1 refeição num restaurante local: COP$10.000 (€3)
  • 1 refeição num restaurante médio: COP$40.000 (€10)
  • 1 garrafa de água: COP$2.000 (€0,50)
  • 1 cerveja local: COP$4.000 (€1)
  • Tarifa média de hotel: COP$76.000 (€20)