Transportes em Chiang Mai | Dicas de viagem

É bastante fácil movimentarmos-nos nesta cidade e apesar de não existirem autocarros públicos ou metro, existem várias outras opções de transportes em Chiang Mai como o Tuk Tuk, o Songthaew, os tradicionais táxis, ou em alternativa, o aluguer de bicicletas ou motas nas inúmeras lojas espalhadas por toda a cidade, sendo que muitos hotéis já disponibilizam bicicletas de forma gratuita.

Abaixo segue uma lista dos principais meios de transporte em Chiang Mai incluindo os valores aproximados de cada um.


  • Tuk Tuk

Este é um dos transportes mais tradicionais da Ásia (e agora também de Lisboa!) que consiste num pequeno veículo motorizado de 2 a 4 lugares. Tal como em Bangkok, qualquer viagem num tuk tuk deverá ser previamente negociada, pelo que há que treinar essas skills de negociação! São mais indicados para viagens mais curtas, já que o conforto não é uma das suas principais características.

Valores: Em Chiang Mai não é de todo o transporte mais económico, sendo que uma viagem dentro da cidade, independentemente do destino, dificilmente ficará a menos de 50 bahts.

Transportes em Chiang Mai


  • Songthaew

Este é um dos mais populares transportes em Chiang Mai. É normal verem-se dezenas e dezenas destas carrinhas vermelhas por toda a cidade. Podem ser mandadas parar em qualquer local na rua e transportam um máximo de cerca de 8 a 9 pessoas. Os valores são também negociados à partida dependendo do destino em questão, não existindo rotas pré-definidas. A rota é normalmente fixada pelo 1º passageiro a entrar no Songthaew. Pelo caminho vão sendo apanhados mais passageiros que seguirão viagem caso o seu destino esteja na rota já definida entretanto.

Valores: Estão entre os 20 bahts (dentro do centro da cidade) até aos 30 a 40 bahts para destinos um pouco mais afastados. Dependem igualmente do número de passageiros que já se encontrem dentro da carrinha.

Transportes em Chiang Mai


  • Táxis

Não é muito habitual verem-se táxis nas ruas de Chiang Mai. Sendo Chiang Mai uma cidade relativamente pequena, os taxistas consideram mais rentável apanharem passageiros em zonas mais afastadas da cidade como o aeroporto. É comum verem-se os taxímetros desligados, pelo que convém verificar sempre ao entrar no táxi e caso esteja desligado deverás pedir que seja ligado para que o valor final seja o mais justo possível.

Valores: o taxímetro começa nos 35 bahts.

Transportes em Chiang Mai


  • Aluguer de motas / bicicletas

Se já tens o hábito de conduzir motas ou bicicletas no centro da cidade (e atenção porque esta é uma condição muito muito importante, infelizmente são muito frequentes os acidentes de mota que envolvem turistas), então esta poderá ser uma boa opção de transporte em Chiang Mai. Dá-te mais liberdade e permite-te conhecer locais que possivelmente não conhecerias se dependesses apenas dos transportes públicos.

Valores: Alguns hotéis já disponibilizam bicicletas gratuitamente para os seus hóspedes e alguns até motas, mas existem imensas lojas de aluguer por toda a cidade. Os valores de aluguer de uma bicicleta rondam os 50 Bahts por dia e os valores para aluguer de uma mota rondam os 150 a 200 bahts por dia.

Loja recomendada: Nat Motor (na zona de Nimman). Um atendimento extremamente eficiente e profissional, motas de qualidade e em extremo bom estado e preços bastante acessíveis. Já fui cliente e recomendo!

Algumas notas importantes para conduzir na Tailândia:

  • Conduz-se do lado esquerdo da estrada.
  • É necessária a Carta de Condução Internacional. Se te mandarem parar arriscas-te a uma multa de 1000 bahts.
  • Usa o capacete! (quer por uma questão de segurança, quer por uma questão de finanças, já que se a polícia te mandar parar, ficas com a carteira bem mais leve…)
  • Não apites a não ser que seja estritamente necessário. (não estamos em Portugal em que se apita 1/2 segundo depois do semáforo ter ficado verde, ok?)
  • Deixa a “road rage” em casa. Aqui faz-te tudo com calma e com (apesar do aparente caos) bastante civismo.

Transportes em Chiang Mai

Nascida e criada em Lisboa, Portugal, mas apaixonada pelo mundo. Adoro partilhar as minhas histórias de viagem, fotografias e videos e aconselhar e inspirar quem partilha a mesma paixão pelas viagens!